Após diversas acusações de espionagem internacional, aplicativo ToTok é banido da Play Store novamente. Ao que tudo indica, a empresa estaria usando seus usuários para conseguir informações pessoais.

O ToTok é bastante conhecido nos Emirados Árabes Unidos e, mais recentemente, nos EUA. No entanto, ele é frequentemente acusado de espionar seus usuários. Apesar de parecer algo fora do normal, diversos aplicativos – principalmente da Play Store – apresentam esse tipo de problema envolvendo a privacidade.

Essa já é a segunda vez que o Totok é banido da Play Store. Na primeira, o aplicativo foi denunciado pelo The New York Times por violar as politicas de privacidade. Em dezembro de 2019, o Totok foi banido pela Google, embora tenha voltado já em janeiro desse ano.

Na época, a Google não explicou com detalhes as suspeitas de espionagem, dando a entender que nenhum fato confirmou a violação. Por outro lado, diversos veículos de comunicação afirmam que o ToTok espionava usuários norte-americanos.

A ToTok afirmou em nota que nada comprovava o ato criminoso. Segundo a empresa, os “rumores mais cruéis mirando no ToTok” não violam os “compromissos pessoais de nossos usuários”, diz a ToTok.

Nos últimos anos, os banimentos na Play Store estão se tornando cada vez mais comuns. Em agosto do ano passado, 85 aplicativos foram retirados da loja do Google com justificativas semelhantes ao caso da ToTok.

Após os rumores em dezembro, a Apple Store também decidiu banir o aplicativo. Diferente do Android, a empresa não voltou na sua decisão, embora nada indique que ela tenha realmente investigado.

Até o momento, não sabemos se o aplicativo voltará a funcionar em alguma loja oficialmente. O aplicativo ToTok é banido da Play Store sem muitos detalhes divulgados, todavia, imaginamos que provas sejam divulgadas nos próximos meses.

VIAThe Verge
Editor; Designer Gráfico; Social Media; Ilustrador 2D

Inscreva-se em nosso canal

Artigos Relacionados