Poco agora é uma marca independente da Xiaomi

Lançado a dois anos atrás, o Xiaomi Pocophone F1 foi bem visto por todos os usuários, o telefone veio com um preço médio e boas especificações.

Em um novo desenvolvimento, o CEO da Xiaomi Índia, Manu Kumar Jain, confirmou que a marca POCO agora é independente da Xiaomi e irá operar por conta própria a partir de agora. O vice-presidente da Xiaomi, Manu Kumar Jain, disse: “Achamos que é o momento certo de deixar o POCO operar por conta própria agora, e é por isso que estamos animados em anunciar que o POCO será uma marca independente”.

Recentemente, apareceu um aplicativo de marca registrada para o Pocophone F2, que novamente despertou o interesse dos fãs. Antes disso, o líder global da Pocophone, Alvin Tse, brincou que há mais por vir da marca em 2020, o que provavelmente será o sucessor do F1. Agora que a marca é interdependente, o mítico POCO F2 deve finalmente fazer sua tão esperada estreia.

O anúncio não revelou como a nova empresa seria estruturada e quanta autonomia Poco teria. A Xiaomi desmembrou sua marca Redmi há um ano da mesma maneira, mas os dispositivos das duas empresas permanecem intimamente relacionados ou são simples marcas. O OnePlus e sua empresa-mãe Oppo operam da mesma maneira: os novos telefones Oppo geralmente dão pistas sobre como será o próximo dispositivo OnePlus.

Poco agora é independete da Xiaomi

No mínimo, agora sabemos que a marca Poco não está morta. Sem dúvida, há muitas pessoas interessadas em ver um Poco F2, mas com o Poco supostamente agora encarregado de sua própria pesquisa de mercado, resta saber se um telefone de sequela teria o mesmo preço assassino do F1.

FONTEAndroid Police

Inscreva-se em nosso canal

Artigos Relacionados