Recentemente, Rogério Ceni foi demitido do cargo de técnico do Flamengo. A notícia foi recebida sem muita surpresa, apesar de não ser tratada por todos como uma coisa justa a ser feita. Isso pode parecer apenas um caso isolado, mas podemos aprender muito sobre futebol se analisarmos a situação um pouco a fundo e é isso que vamos fazer aqui. Neste artigo você vai conferir:  

  • Como foi a demissão de Rogério Ceni 
  • Porque ser técnico no Brasil é uma profissão brutal 
  • O que os comentaristas esportivos tem para dizer sobre o assunto 
  • O limite das casas de apostas 
  • E muito mais 
white and black soccer ball on grass field

A demissão de Rogério Ceni 

Apesar de se tratar do técnico atual campeão brasileiro, a sequência de resultados ruim foi o bastante para derrubar Rogério Ceni. Derrotas para equipes como Juventude, Bragantino,  Fluminense e Atlético-MG foram dolorosas demais para serem suportadas. Apesar da torcida flamenguista ter feito pressão pela demissão de Rogério Ceni, há alguns fatores além disso que contribuíram para a queda do técnico.  

Para começar, o Flamengo tinha um substituto muito bom disponível. É muito mais fácil para um clube de futebol demitir um técnico quando há alguém que vai agradar a todos com chances reais de fazer um bom trabalho. Nesse caso, estamos de falando de Renato Portaluppi, mais conhecido pelo seu trabalho como técnico do Grêmio. O timing para a demissão de Ceni era perfeito demais para a diretoria deixar passar.  

Vamos pensar na situação de Tite, técnico da seleção brasileira. Sob seu comando, a seleção foi eliminada de duas competições importantes: A Copa do Mundo de 2018 e a Copa América de 2021, esta última em casa. Ainda assim, a demissão de Tite é bastante improvável. Não há nenhum nome forte capaz de substituir o técnico e a Copa do Mundo de 2022 está perto demais para iniciar um novo trabalho. Isto é, o timing é péssimo para demiti-lo. 

O futebol no Brasil é brutal com seus técnicos 

Jürgen Klopp é técnico do Liverpool desde 2015. Apenas em 2019 ele conseguiu levantar uma taça. Você consegue pensar em um técnico brasileiro que passa 3-4 anos no comando de algum grande clube sem ser demitido? São duas realidades bastante diferentes. O futebol brasileiro gosta de resultados imediatos. A troca de técnicos várias vezes em uma mesma temporada é algo comum por aqui. Isso acaba resultando em um prejuízo financeiro absurdo para os clubes que tem que pagar multas para conseguir demitir seus técnicos na maioria das vezes. O próprio Flamengo vai ter que arcar com uma multa milionária por conta da demissão de Rogério Ceni. 

A brutalidade deste ramo gera uma guerra de técnicos brasileiros contra técnicos estrangeiros e seus apoiadores. Há quem acredita que os técnicos brasileiros, na maioria, são ultrapassados e que a chegada de estrangeiros é bem-vinda. Muitos técnicos brasileiros veteranos já se pronunciaram contra isso. 

O que os especialistas tem para dizer 

Apesar de ser vista pela torcida flamenguista como a decisão mais correta a ser tomada, a demissão de Rogério Ceni não foi bem vista entre alguns comentaristas importantes. Não estamos falando de blogueiros, pessoas que trabalham em circuitos semelhantes ao de Luiza Correia, você pode ler mais sobre ela aqui. Estamos falando de nomes de peso que trabalham em transmissões nacionais.

Até então, Galvão Bueno e Cassagrande foram os primeiros a criticarem a demissão. Estes dois não necessariamente criticaram a decisão do clube, mas a forma como ela foi tomada. Acontece que o Flamengo demitiu seu técnico de madrugada. Em vez de chamar o técnico pela manhã em um escritório e dar a notícia cara a cara.  

Qual o futuro de Rogério Ceni? 

Ainda é cedo para especular a respeito. Ao mesmo tempo, é improvável que ele assuma alguma equipe ainda este ano. Ninguém pode negar que a possibilidade de voltar ao Fortaleza existe, mas alguns torcedores devem estar começando a ficar chateados com a ideia de Ceni retornando sempre que seu trabalho não dá certo em outro time. O que temos certeza é que Ceni tem credenciais demais para ficar sem emprego. Ele só não vai trabalhar como técnico em 2022 se não quiser. 

soccer field

As casas de apostas têm seus limites 

Certamente deve ter algumas pessoas por aí que apostaram em quando Rogério Ceni deixaria o cargo, mas não podemos exagerar. Ao contrário do que alguns podem pensar, não havia nenhuma casa de apostas aceitando apostas desportivas com bitcoin a respeito da demissão do técnico brasileiro.  

Desde que as apostas esportivas foram legalizadas no Brasil, aconteceu em 2018 com o Governo Temer, fazer uma aposta virou hábito para muito brasileiros. Mas nenhuma casa de apostas séria aceitaria apostas sobre a demissão de um técnico. Apostas esportivas são para esportes. Se você conhece algum website que estava promovendo esse tipo de coisa, corra! As chances são de que a plataforma não está operando de forma legal. 

Considerações finais  

Rogério Ceni é mais um técnico brasileiro demitido. Dessa vez, estamos falando do atual campeão brasileiro. Não há dúvidas de que o nosso futebol é brutal, mas a torcida geralmente aprova esse tipo de decisão e muitos comentaristas acabam entrando no jogo na mesma linha.

O que não podemos negar é que se Renato Portaluppi realmente der certo no Flamengo, não vai faltar brasileiros torcendo para que ele acabe se tornando técnico da seleção. O próprio Renato já se manifestou favoravelmente a ideia. Ao que tudo indica, é só uma questão de tempo para que isso aconteça.