Facebook tem o menor crescimento em toda a sua história

O Facebook publicou nesta semana os resultados financeiros obtidos no quarto trimestre de 2017. Sendo assim, o Facebook tem o menor crescimento em toda a sua história.

Facebook tem o menor crescimento em toda a sua história

De acordo com a empresa, as receitas cresceram 47% obtendo US$ 12,97 bilhões, sendo que no acumulado do ano o crescimento também foi de 47% chegando a US$ 40,65 bilhões.

Já o lucro liquido atribuído aos acionistas da empresa foi de US$ 4,2 bilhões, o que representa um crescimento de quase 20% em relação ao ano anterior quando o Facebook registrou lucro de US$ 3,56 bilhões. Grande parte desse crescimento de receitas e lucros vem dos anúncios publicitários dentro da rede social.

No entanto, chama a atenção o fato de a quantidade de usuários dentro do Facebook estar crescendo mais lentamente quando comparado a resultados de anos anteriores. Atualmente a rede social possui cerca de 1,4 bilhões de usuários ativos diariamente.

Facebook tem o menor crescimento em toda a sua história

Já a quantidade de usuários mensais chegou a 2,1 bilhões em 2017, um crescimento de também 14%. Esse crescimento mais lento tem preocupado alguns analistas, isso porque 89% das receitas do Facebook vem de anúncios em dispositivos móveis que geralmente são usados por novos usuários.

Outro ponto preocupante é que cada vez mais o Facebook está se tornando dependente de anúncios em dispositivos móveis, uma vez que em 2016 esse segmento de publicidade representava 84% das receitas da rede social. Já o principal agravante é o fato de os usuários estarem passando 50 milhões de horas a menos na rede social em 2017.

Facebook tem o menor crescimento em toda a sua história

De acordo com alguns analistas, isso acontece devido as mudanças que o Facebook está promovendo no Feed de noticias e em seus algorítimos para combater as Fake News. Mark Zuckerberg, presidente-executivo da rede social, se manifestou dizendo que 2017 foi um ano “forte”, mas “difícil” para a empresa.

Vale lembrar que nesta semana o Facebook declarou que irá retirar todos os anúncios que envolvem o Bitcoin e outras criptomoedas da rede social.

 

Inscreva-se em nosso canal

Artigos Relacionados