Se a sua franquia de dados esta acabando rápido, propagandas sendo exibidas sem você abrir nenhum aplicativo, bateria acabando rápido? Você pode ter sido hackeado! Veja como descobrir se você se tornou vítima de invasores e saiba como recuperar o controle novamente.

Bateria acabando rápido? Você pode ter sido hackeado!

Sabia que a chance de você ter um celular hackeado pode ser maiores do que você imagina? Segundo a Nokia, no início desse ano (2017), o número de aparelhos infectados por vírus e malwares cresceu bastante, se tornando o ano que mais tivemos celulares hackeados.

Como Descobrir se Você se Tornou Vítima de Invasores

A maior parte de celulares atingidos possui o sistema Android, mas usuários do Windows Phone e do IOS não estão salvos. Porém quase sempre o usuário nem sabe se o celular está comprometido a esses ataques ou se já está hackeado. Se você sabe como identificar ataques em seu celular somente isso não basta, assim como encontrar o problema, saber solucioná-lo também é muito importante.

Se você não faz ideia do que isso pode causar com o seu celular, citaremos alguns problemas que isso pode causar, e te mostrar que pode ser muito ser mais grave do que parece, comprometendo seus dados pessoais e até mesmo o seu celular.

Bateria Durando Menos do que o Normal

Se você já utiliza aparelhos Android a bastante tempo já deve ter passado por isso algum momento, a duração da bateria fica muito abaixo do normal. Isso acontece por que pode haver um ou mais softwares sendo executados em segundo plano, consumindo a energia do seu aparelho. Quanto mais aplicativos maior o consumo de bateria.

Como Descobrir se Você se Tornou Vítima de Invasores

Claro que nem sempre que passamos por isso o celular está hackeado. Tente desabilitar o uso de dados em segundo plano, desinstalar aplicativos desnecessários. Se o problema continuar tente fazer uma recuperação de fábrica.

Seus Dados Estão Indo Embora Rápido

Da mesma maneira que aplicativos maliciosos sugam a energia da bateria do celular em segundo plano, a malwares e vírus que usam o seu plano de dados. Eles buscam acessar determinados conteúdos ou disseminar informações dos mais variados tipos na rede.

Para conseguir essa conexão eles se aproveitam não apenas dos momentos em que você está logado no WiFi, mas também da sua conexão 3G ou 4G. Dessa forma, a principal maneira de saber como está o seu consumo de dados é baixando o aplicativo oficial da sua operadora. Se o consumo estiver muito alto de um dia para o outro, desconfie.

Outra maneira inteligente de amenizar o problema é desabilitar o uso da rede de dados quando você não estiver usando. Porém, se isso não resolver a situação, novamente, a melhor opção é restaurar as configurações de fábrica.

Exibição de propagandas

Muitos aplicativos que você baixa na Play Store incluem propagandas. É a exibição delas que faz com que o desenvolvedor seja remunerado, especialmente em apps gratuitos. Contudo, algumas pessoas mal-intencionadas vão além e, inserem spywares no seu aparelho e propagandas seram exibidas em diversos lugares.

Além de elas deixarem o seu celular mais lento, pois é preciso carregar mais itens antes de executar uma determinada função. As propagandas indesejadas consomem o seu plano de dados. Enquanto isso, quem colocou essas propagandas em seu celular, é remunerado a cada vez que a propaganda é exibida.

Uma boa dica para espantar esse problema de uma vez por todas é baixar um app antispyware e antimalware e executá-lo em seu aparelho. A maioria dos apps disponíveis no mercado na atualidade são capazes de identificar as principais ameaças, removendo-as diretamente ou indicando a você onde elas se encontram.

Você Recebe (ou envia) SMSs Estranhos

Se seus amigos estão recebendo mensagens de texto suspeitas de você ou, se você está recebendo mensagens estranhas desconfie. Isso pode indicar tanto que o spyware instalado pelos criminosos no seu celular não está funcionando direito.

Existem programas feitos para explorar essa vulnerabilidade nos aparelhos, acessando seus contatos e enviando links que direcionam para páginas maliciosas. Softwares antispyware costumam dar conta de identificar a fonte da vulnerabilidade, mas é preciso que ele esteja instalado e seja executado com frequência.

Fuja Dos Aplicativos Disponíveis Fora da Loja Oficial

Quando um app é colocado na loja oficial do sistema operacional, antes de tudo ele passa por uma verificação de segurança. O Google ou a Apple (dependendo do seu celular), reduz as chances de que ele esteja infectado com itens maliciosos. Entretanto, quando você instala aplicativos de fontes duvidosa, é como deixar uma porta aberta para qualquer um entrar na sua casa.

Como Descobrir se Você se Tornou Vítima de Invasores

Um celular hackeado pode gerar tantas dores de cabeça quanto um smartphone roubado. A diferença é que no caso de roubo há como se proteger caso você tenha um seguro para celular. Você pode até passar por uma situação incômoda, mas no final consegue o dinheiro de volta.

Já no caso de um aparelho comprometido, suas perdas podem se tornar irreversíveis. Dados e arquivos pessoais que não poderam seu repostos.

Por isso, a recomendação principal é que além de ter sempre instalado e ativo um software antivírus, antimalware e antispyware. O ideal é que você evite downloads de fontes cuja procedência não seja certificada.

Tem outras dicas para evitar que o celular seja hackeado? Deixe-nos comentários que vamos te responder o mais rápido possível.

Inscreva-se em nosso canal

Artigos Relacionados