YouTube Music e YouTube Premium são lançados em 12 novos países

Não está satisfeito com a qualidade de áudio do YouTube Music? Ou a taxa de bits é tão alta que você percorre seus dados móveis rapidamente? O serviço de música agora permite ajustar você mesmo.

Ajuste a qualidade de áudio do YouTube Music

É um recurso que estamos acostumados há muito tempo a usar serviços de streaming, como o Spotify e o Google Play Music, mas, com o YouTube Music, a opção ainda não estava lá.

O Google finalmente ouviu, porque a opção agora está disponível no serviço de streaming. É assim que você ajusta a qualidade de áudio do YouTube Music.

  1. Abra o YouTube Music;
  2. Clique nos três pontos no canto superior direito para abrir o menu e selecione “Configurações”;
  3. Em seguida, você pode trocar em “Qualidade de áudio na rede móvel” e “Qualidade de áudio no Wi-Fi” para ajustá-los;
  4. Se você quiser ajustar a qualidade de áudio da sua música baixada, primeiro pressione ‘Downloads’ no topo. No próximo menu, toque em “qualidade de áudio”.

Por padrão, a qualidade de áudio normal é selecionada, mas o YouTube Music também oferece opções para “Baixo”, “Alto” e “Sempre alto”. Não se sabe qual é a taxa de bits exata das diferentes opções. Por exemplo, o Spotify oferece uma taxa de bits máxima de 320 Kbps, enquanto o Tidal HiFi orientado para o audiófilo promete uma taxa de bits máxima de 1400 Kbps. Quanto mais alta a taxa de bits, melhor será o som. Claro que você terá que ter bons fones de ouvido para realmente notar a diferença.

YouTube Music no Brasil

O YouTube Music está disponível no Brasil desde o último mês. Você recebe o serviço de música gratuitamente com uma assinatura do YouTube Premium, com a qual você também pode usar o popular serviço de publicidade de vídeos gratuitamente. O serviço de música se distingue oferecendo não apenas áudio, mas também vídeo. Com quase todas as músicas populares, você só precisa pressionar um botão para assistir ao videoclipe.

Youtube premium music premium

Inscreva-se em nosso canal

Artigos Relacionados

Comentários